A questão “quem vigia os vigilantes” parece também adequar-se ao mundo da segurança informática, especialmente se considerarmos um estudo recente que concluiu que os profissionais de segurança informática podem ter hábitos pouco seguros.

A estatística chega de uma importante conferência que teve lugar em São Francisco, Estados Unidos, em Março deste ano e onde se concluiu que 81% dos profissionais de TI reutilizam as suas palavras-passe em múltiplas aplicações, ignorando uma das melhores práticas de segurança – e provavelmente contradizendo os conselhos que dão a outras pessoas.

backdoor

O estudo efectuado com a participação dos 198 espectadores desta conferência foi realizado pela Ping Identity, uma empresa de gestão de identidade baseada na cloud.

A pesquisa concluiu ainda que os profissionais de segurança estão na maioria das vezes em mobilidade – escolhendo tablets ao invés de PCs, ligando-se para trabalhar em aplicações a partir das mais diversas localizações, desde clubes nocturnos, barcos, parques de diversões, entre outros. Até a casa de banho foi referida por 21% dos inquiridos.

Cerca de metade – 49% dos entrevistados – afirmaram que já se ligaram a uma aplicação de trabalho a partir de um dispositivo móvel, mais de 10 vezes por dia. Um número similar – 45% – afirmaram que preferiram utilizar um tablet em vez de um PC.

“Os dados revelam que a força de trabalho móvel está para ficar, mas até aqueles mais preocupados com a segurança não dão total atenção às regras mais elementares”, afirmou Roger Oberg, Ping Identity’s VP of Marketing and Product Management.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*