Os jogos online são um alvo preferencial para os cibercriminosos – sendo que este ano alguns dos fabricantes mais populares como a Ubisoft, a Nintendo e a Crytek já sofrerem ataques. Estes utilizadores mal intencionados procuram especificamente por nomes e utilizador e palavras-passe – e também por jogadores que estejam infectados com malware diverso, como keyloggers e troianos.

Mesmo com todos os ataques, existem algumas regras que o poderão ajudar a estar seguro – mesmo se os seus sites favoritos de jogos forem atacados. Ter o antivírus ESET instalado no seu computador é o primeiro passo, uma vez que tem toda a segurança sem comprometer o desempenho. Abaixo disponibilizamos outras sugestões para que fique seguro.

Utilize o Lastpass ou outro gerador de palavras-passe

Os jogadores actualmente têm de se lembrar de diversas palavras-passe e por isso pode ser tentador utilizar-se apenas uma, para todos os jogos e sites. Isto é sem dúvida uma má ideia. O Uplay da Ubisoft, por exemplo, foi atacado este ano e os nomes de utilizador e respectivas palavra-passe chegaram à Internet. Por este motivo, deverá utilizar uma palavra-passe única para cada site/jogo que utiliza e fazer uso de um gerenciador de passwords para que nunca se esqueça de nenhuma. São exemplo disso o LastPass (https://lastpass.com/) ou o 1Password.

Pense antes de utilizar o alt-tab

Ajuda muito ter uma janela no browser aberta para diversos jogos – especialmente no caso dos mais complexos, como os MMO, mas pense sempre duas vezes antes de seguir uma ligação – as pessoas que conhece no jogo, incluindo elementos da sua equipa – podem muito bem não ser quem parecem. A US Computer Emergency Response Team avisa que muitas das pessoas que conhece num jogo, podem lá estar apenas com um único propósito, ou seja, passarem malware encaminhando-o para páginas falsas que contêm actualizações e downloads maliciosos.

Mods? Tenha cuidado!

Em muitos jogos os mods e os add-ons não são um extra – são essenciais. Porém importa verificar as páginas a partir das quais eles são descarregados. Sites como o ModDB ou o Curse são sem dúvida confiáveis – embora possam eventualmente receber um mod de um utilizador mal intencionado que contenha malware. Usar o google para procurar informações acerca de um determinado mod antes do instalar é sempre boa ideia. Será essencial também ter sempre uma boa solução antivírus a correr no computador para evitar a entrada desnecessária de malware.

Mantenha-se afastado de fóruns se conseguir resistir

Utilizar os fóruns de discussão pode ser perigoso, especialmente se considerarmos que os cibercriminosos os têm na mira para obterem largas listas com nomes de utilizadores e palavras-passe. Porém se os quiser usar e se eles estiverem associados a um determinado jogo que não dispensa, certifique-se que não utiliza palavras-passe comuns. Ou seja, deverá utilizar uma palavra-passe para o fórum e outra completamente diferente para o jogo. Também será boa ideia utilizar um endereço de email diferente, para cada um deles.

Não desligue funcionalidades de segurança para obter um maior desempenho

O PC está lento? Não desligue funcionalidades de segurança para jogar de um modo mais eficiente. De acordo com um estudo apoiado pela ESET no Reino Unido, mais de 30% dos jogadores admitiu que desactivava funcionalidades de segurança antes de jogar online. Como resultado disto, mas de dois terços dos jogadores inquiridos admitiram ter ficado infectados com malware, tendo sido necessários um ou dois dias para que voltassem a jogar.

Pretende juntar-se a um site ou ao fórum de uma guild? Tenha cuidado

Prossiga com cuidado em qualquer página que pedir as credenciais do jogo – por mais convincentes que sejam. A Blizzard, criadora do popular World of Warcraft alerta para o facto de “utilizadores mal intencionados que pretendam o acesso a contas Battle.net podem criar uma página com esse propósito, quer seja um fansite ou um fórum. Se lá colocar as suas credenciais do jogo, estará a dar a sua conta a utilizadores mal intencionados.

Existe um autenticador? Utilize-o

A autenticação de dois factores não é infalível, mas é sem dúvida importante para prevenir que as contas sejam atacadas – quer seja sob a forma uma aplicação para smartphone ou através de um dispositivo físico. Se existir algum destes sistemas de autenticação utilize-os. Será muito mais difícil conseguirem roubar a sua conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*