O Parlamento Europeu desligou o seu sistema Wi-Fi público após um hacker ter invadido os e-mails pessoais de vários elementos do Parlamento Europeu (MPE), fora do edifício, usando apenas um computador portátil.

O meio de comunicação francês, Mediapart, citou este hacker que afirmou que este feito foi uma brincadeira de crianças que qualquer um conseguiria fazer com as informações que circulam na Internet. Foi possível também a este utilizador anónimo aceder às contas de e-mail do departamento de TI.

Um porta-voz afirmou que o Parlamento está “preocupado” com esta vulnerabilidade que só não causou danos, uma vez que o hacker apenas tentou alertar para a existência desta falha.

Segundo Marjory Van den Broeke , porta-voz de TI do Parlamento: “Esta é uma questão técnica e dependendo do resultado da investigação, vamos ver se e que medidas devem ser tomadas “. ” A consequência é que algumas caixas de correio individuais foram comprometidas. Todos os utilizadores visados ​​já foram contactados e convidados a alterar a sua palavra-passe. Como precaução, o Parlamento decidiu, assim, desligar a rede Wi -Fi pública até novo aviso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*