Para os cibercriminosos profissionais, algumas coisas são sagradas, porém o amor não é certamente uma delas. Se os convites de casamento falsificados têm sido um ataque de spam muito comum durante os últimos anos, actualmente assistimos ao surgimento de esquemas mais complexos.

Dentro dos novos esquemas, encontramos sites de namoro falsos e que apenas pretendem roubar o dinheiro dos utilizadores, perfis falsos em redes sociais muito populares como o Facebook ou Twitter e que poderão levar as vítimas a instalarem malware no computador, entre outros.

Segundo as autoridades, os esquemas maliciosos relacionados com namoros e romance são uma das áreas de crescimento mais rápido a nível de fraude on-line, com um aumento de 27% a cada ano, no Reino Unido. O FBI emitiu, inclusivamente, um aviso este ano, afirmando que as mulheres com mais de 40 são um dos principais alvos.

“Os alvos mais comuns são as mulheres com cerca de 40 anos, mas também utilizadores divorciados, viúvos e/ou com deficiência. Porém, cada faixa etária e demográfica está em risco”, afirma o FBI. Em 2012, esta agência revelou que o Internet Crime Complaint Center recebeu 5.600 queixas envolvendo fraudes relacionadas com romance, com perdas admitidas que totalizavam os 50.400 mil dólares.

Eis como estes esquemas normalmente funcionam:

Está online e de repente é contactado por alguém que parece interessado em si. Ele ou ela tem um perfil que você pode ler ou uma imagem que é enviada e que revela o aspecto geral da pessoa que se encontra do outro lado. Durante semanas, até meses, pode conversar com a pessoa que conheceu online, sendo estabelecida uma forte ligação. Pode até mesmo receber flores ou outros presentes. Porém no final, irá receber um pedido de dinheiro para resolver qualquer problema inesperado que surgiu.

Infelizmente, isto acontece com muita frequência e como várias notícias recentes confirmam, existe um grande número de perfis falsos em sites de namoro. Alguns destes perfis falsos são feitos por pessoas infelizes numa tentativa de brincarem com os sentimentos de outras pessoas, enquanto outros podem ser utilizados para atrair clientes para um determinado produto ou serviço. Claro que quer manter-se afastado de tudo isto e como tal preparámos um conjunto de dicas que o irão ajudar:

Se a mensagem que recebeu for suspeita, use o Google

Ao contrário do spam, este tipo de golpes relacionados com “namoros” exigem uma boa quantidade de trabalho por parte dos criminosos. Porém, muitas vezes, a mensagem “romântica” que a pessoa recebe, já foi enviada a dezenas (senão centenas) de outras pessoas. Coloque a frase que recebeu dentro de aspas e efectue uma pesquisa acerca da mesma no Google. Se forem apresentados vários resultados com essa frase, então deverá ficar preocupado.

Não tenha vergonha de fazer o papel de detective

Milhões de pessoas utilizam sites de namoro que normalmente podem ter mais riscos do que quando estabelecemos uma relação cara a cara. É difícil saber se a pessoa com que está a falar é real ou se as fotos são verdadeiras. Antigamente a maioria das pessoas costumavam conhecer outras através de amigos de amigos. Porém online não existe essa garantia. Por esse motivo, será boa ideia fazer papel de detective. Se após muitos dias de conversa, a outra pessoa não começar a relevar alguns pormenores como onde trabalha, por exemplo, poderá ser estranho. Mais estranho ainda, será se fizerem muitas perguntas sobre si, mas nunca responderem a questões pessoais. Utilize o Google, o Linkedin ou outras redes sociais para procurar pelo nome da pessoa com quem está a falar. Se não existir nenhum, provavelmente não será uma pessoa “real”.

Atenção a fotografias demasiado perfeitas

De uma forma geral todas as pessoas gostam de colocar fotografias de perfil, em que estejam bem parecidas. Porém, existe uma diferença entre estar bem numa fotografia e ser uma fotografia profissional demasiado perfeita. Os cibercriminosos normalmente utilizam fotos que existem na Internet com bastante sensualidade e glamour para tentarem ludibriar e captar a atenção das vítimas. Por este motivo, duvide sempre das fotografias demasiado perfeitas.

Não dê informações novas todos os dias

Embora a trocar de informações seja uma parte natural do romance, não o deverá fazer enquanto não confirmar a identidade da pessoa com quem está a falar. Será importante nunca fornecer a sua morada, local de trabalho e detalhes de contacto.

Cuidado com as fotografias que partilha

Algo muito comum nos sites de namoro é a chantagem. Não partilhe fotos que não gostaria de ver publicadas on-line, caso contrário, pode ser algo de chantagens. Até mesmo mensagens mais picantes podem ser uma ferramenta para os criminosos – especialmente se for uma pessoa comprometida.Permitir que o vejam via webcam, ou tirar a roupa, é particularmente arriscado.

Não ser persuadido a mudar para outra rede social, e-mail ou IM

Milhões de pessoas utilizam sites de namoro, sendo que os “maiores” estão a debater-se com níveis epidémicos de perfis falsos, phishing e outras fraudes. Por esse motivo, os cibercriminosos tentam muitas vezes persuadir as vítimas a mudarem-se para outra rede social. Não o faça. Se o fizer eles podem continuar as fraudes de forma privada.

Não envie dinheiro, nunca

O momento de alerta surge quando o seu companheiro ou companheira virtual pede dinheiro. Quer seja para uma viagem para o conhecer, quer para salvar a vida de alguém não o faça. Se o assunto dinheiro surge no início de um relacionamento, seja cauteloso uma vez que é provável que esteja a lidar com um criminoso. Fale com o administrador do site, se possível ou com amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*