Investigadores da universidade americana de Buffalo realizaram um estudo acerca dos hábitos dos utilizadores no Facebook e descobriu que quem mais usa esta rede social, tem mais tendência a cai nos esquemas de Phishing que proliferam na mesma.

Para realizarem esta pesquisa, os investigadores inquiriram 150 estudantes acerca dos seus hábitos de utilização do Facebook, sendo que seis semanas após o inquérito, criaram uma página falsa no Facebook e enviaram pedidos de amizade a estes estudantes. Duas semanas depois, pediram informações pessoais aos alunos, como endereços de email, data de nascimento, entre outros dados. Cruzando as informações concluíram que as pessoas que utilizam mais o Facebook, partilham com menor preocupação as suas informações pessoais.

O que acaba por ser estanho para os investigadores, é que mais e mais pessoas não vêm como um problema revelarem informações pessoais acerca deles próprios.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*