O ataque, que “roubou o Natal” a milhões de jogadores deixando off-line a PlayStation Network (PSN) e a Xbox Live parece ter sido um golpe de publicidade, projectado para dar notoriedade ao grupo Lizard squad, que assumiu a responsabilidade do ataque.

A provar o que foi referido acima, está o lançamento de um novo serviço, LizardStresser, através do qual qualquer pessoa pode lançar um ataque distribuído de negação (DDoS) contra um site ou serviço de internet à sua escolha.

O site promocional alusivo a este serviço não tem quaisquer reservas em vangloriar-se acerca dos “sucessos” anteriores.

Os preços dos ataques variam e enquanto 6 dólares chegam para começar, um ataque mais prolongado pode chegar aos 130 dólares ou aos 500 caso o utilizador pretenda tentativas ilimitadas.

Numa entrevista ao site Daily Dot, um alegado membro dos Lizard Squad afirma que todas as actividades foram levadas a cabo por motivos financeiros.

Para quem não está a par deste tipo de ataques, podemos-lhe dizer que os ataques distribuídos de negação são relativamente simples de executar, mas muito eficazes. Ao serem utilizados diversos computadores para se bombardear um site com tráfego não desejado, é possível que o mesmo deixe de responder, fazendo com que os utilizadores deixem de poder aceder ao mesmo.

O grupo Lizard Squad não é o primeiro a lançar ataques DDoS como um serviço. Na realidade existem diversas ferramentas e serviços do género à venda em sites underground. O que este grupo faz de diferente é a tentativa de reconhecimento, utilizando as redes sociais para promoverem os seus ataques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*