Os consumidores no Reino Unido não teriam quaisquer problemas em partilharem os dados do seu ADN, se estes ajudassem a proteger as suas informações pessoais e financeiras, segundo um novo estudo.

24% dos inquiridos afirmaram que cederiam sem hesitações o seu perfil de ADN, enquanto 42% partilhariam informações biométricas, como impressões digitais. Já 26% dos participantes entregariam inclusivamente os seus dados nas redes sociais, para garantirem uma maior segurança.

Quanto ao estado atual da segurança, 44% dos inquiridos têm um pequeno número de palavras-passe que utilizam múltiplas vezes para acesso às suas identidades digitais, sendo que 18% utilizam a mesma password para esse efeito. Um quarto dos consumidores, ou seja 25%, admitiram escreverem num papel as palavras-passe, enquanto 12% utilizam um gestor de passwords e 5% utilizam um gerador aleatório de palavras-passe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*