Um utilizador britânico conseguiu penetrar nos sistemas de comunicação militar dos Estados Unidos e roubar nomes de utilizador, números de telefone e os endereços de email de 800 colaboradores, bem como dados IMEI alusivos a 30,000 telefones por satélite.

Com apenas 25 anos, Sean Caffrey originário da cidade de Sutton Coldfield, declarou-se culpado no tribunal de Birmingham por ofensas nos termos do Computer Misuse Act por ter roubado dados do Departamento de Defesa dos EUA (DOD).

Caffrey entrou na rede de serviços avançados de satélites móveis do DOD em 15 de junho de 2014 e publicou online uma captura de ecrã de alguns dos dados que se apropriou utilizado o pseudónimo “ISIS Freedom Fighters”.

No entanto, embora muito inteligente, Caffrey cometeu um erro no mínimo estranho. É que este pirata informático nada vez para apagar ou esconder as suas pegadas online e nem tão pouco recorreu a uma proxy ou VPN.

Por este motivo, não é de estranhar que as autoridades tenham conseguido seguir o rasto até à própria casa. Durante um exame forense ao computador apreendido, os dados roubados foram descobertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*