Colaboradores

Os colaboradores de ambos os lados do Atlântico não têm as noções principais de segurança informática, em contraste, com o elevado nível de confiança que as empresas depositam nas suas capacidades neste campo.

Esta é a principal descoberta de um novo estudo realizado por Willis Towers Watson, que descobriu que 63% das empresas do Reino Unido acreditam que os seus sistemas estão altamente protegidos com todos os processos necessários para lidarem com possíveis fugas de informação.

No entanto, a pesquisa descobriu uma elevada falta de conhecimentos básicos entre os próprios colaboradores, quase metade afirmou que era “seguro abrir qualquer e-mail no computador de trabalho”.

A falta de formação na área da segurança informática pode ser a principal causa do problema, com 62% dos entrevistados a responderem que apenas se informaram acerca de alguns assuntos porque era necessário.

Quase metade (46%) dos colaboradores inquiridos ​​passou menos de 30 minutos em formação, enquanto mais de um quarto (27%) não passou nenhum,

As consequências destas lacunas são alarmantes, com os próprios colaboradores a apontarem a compreensão insuficiente da segurança informática como uma das maiores barreiras para poderem gerir com eficácia os riscos alusivos à segurança dos dados.

Todas estas descobertas vão aumentar sem dúvida as preocupações alusivas ao RGPD que vai entrar em vigor em Maio do próximo ano.

Lembramos que de acordo com um relatório da IDC publicado no mês passado apenas uma em cada cinco empresas na Europa está preparada para as novas regras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*