É natural que quando se trata de segurança móvel, todas as atenções estejam viradas para os smartphones. É que estes pequenos equipamentos já fazem parte integrante da nossa vida e andam connosco para todo o lado. Porém, enquanto estes recebem muita atenção, os tablets, pelas suas caraterísticas mais domésticas, acabam por ser negligenciados.

No entanto e tratando-se de dispositivos que à semelhança dos smartphones contêm as nossas informações pessoais, a segurança nunca deve ser descurada.

Nas próximas linhas vamos indicar-vos as cinco regras essenciais para manterem o vosso tablet protegido:

1. Instalem apenas aplicações provenientes de lojas oficiais

É certo que até no Google Play entram por vezes aplicações perigosas. Mas se isso acontece numa loja tão vigiada, imaginem o panorama noutras que têm menos recursos. Por esse motivo deverão sempre utilizar as lojas oficiais, como o Google Play no caso dos equipamentos Android e a App Store no caso dos dispositivos Apple para obterem todas as aplicações.

Para se precaverem de aplicações que possam ter entrado de forma praticamente invísivel no Google Play e que podem vir a infectar o vosso equipamento, recomendamos a instalação de uma solução de segurança, à semelhança do ESET Mobile Security que disponibiliza gratuitamente um antivírus e um sistema de análise em tempo real.

2. Utilizem um bloqueio de ecrã

Diversos dispositivos Android dos mais variados fabricantes vêm com sistemas de segurança embutidos, porém os mais eficazes pertencem à Google e estão presentes em praticamente todos os tables. A forma mais básica de segurança passa pelo bloqueio de ecrã e deverá activá-la logo após começar a utilizar o seu dispositivo Android.

Para esse efeito, vá a Definições, escolha a opção Segurança e em Bloqueio de Ecrã escolha o tipo de protecção que pretende activar.

Poderá utilizar em alguns modelos o desbloqueio através do rosto, o desbloqueio por voz, o desbloqueio padrão, o PIN ou para finalizar, desbloqueio por palavra-passe. As duas opções mais seguras serão provavelmente o padrão, desde que seja algo elaborado, e a palavra-passe.

3. Verifiquem atentamente o ecrã de permissões quando instala uma aplicação

A maioria dos utilizadores são impacientes quando estão no processo de compra e praticamente nem reparam na janela de permissões quando adquirem e instalam uma aplicação. Esta é uma atitude errada, uma vez que esta janela é a principal defesa contra a entrada de malware. Se instalar uma aplicação que tem uma lista enorme de acessos e acções que poderá efectuar, desconfie. Para além disso, se algo não fizer sentido não instale. Porque motivo havia de um papel de parede necessitar de aceder à função de envio de SMS?

4. Evitem utilizar redes Wi-Fi públicas

Desative a opção de se ligar automaticamente nas redes Wi-Fi públicas. Tenha em conta que a maioria das redes que surgem do nada, não são seguras e existem normalmente riscos associados à sua utilização. Na prática, tudo o que está a fazer pode ser interceptado por utilizadores mal-intencionados.

5. Estejam sempre atentos

Quer estejam a navegar pela Internet, a conversas nas redes sociais ou a acederem ao banco, estejam sempre atentos a algo que vos possa parecer estranho. A vossa intuição, na maioria dos casos, pode salvar o dia.

Evite abrir ligações em mensagens de email provenientes de endereços desconhecidos e ignore promoções tão boas que até parecem ser mentira.

Utilize o senso comum e nunca substime os criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*