Malware infetou milhares de jogadores de Fortnite para disseminar anúncios

Milhares de jogadores de Fortnite foram infetados por um malware que sequestra sessões web para injetar anúncios em cada página que o utilizador visita. O caso foi relatado pela Rainway, uma empresa de streaming de jogos, num post publicado pelo CEO da empresa, Andrew Sampson.

De acordo com Sampson, no dia 26 de junho, o malware foi detetado quando o servidor da empresa registou mais de 300 mil erros como resultado de tentativas falhadas de ligação a um servidor de anúncios, sendo que a Rainway não contém publicidade. Segundo o CEO, “analisámos o que estes utilizadores tinham em comum […] e uma coisa sobressaiu – todos jogavam Fortnite”.

Assim, os investigadores da Rainway fizeram download de centenas de programas piratas que prometiam ajudar os jogadores com algum tipo de vantagem e analisaram-nos. Embora todos fossem maliciosos de alguma forma, conseguiram identificar um em particular que prometia aos jogadores obter créditos do jogo gratuitamente e disparar com precisão perfeita. Ao analisarem o malware numa máquina virtual, descobriram que instalava um certificado raiz que permitia um ataque do tipo “man in the middle” em cada site que o utilizador visitava, injetando anúncios nas páginas web, explicou Sampson.

Depois do malware ser identificado, os investigadores reportaram a sua existência ao provedor de serviços que o alojava. O provedor conseguiu removê-lo e confirmou que já tinha sido transferido mais de 78000 vezes.

O CEO da Rainway termina com um bom conselho de segurança: se algo é bom demais para ser verdade, provavelmente vai acabar por ter que reformatar seu computador.

Leia a notícia completa aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 + thirteen =

*