Ataque de ransomware? Regressem às máquinas de escrever

0
183

Ou pelo menos foi o que vários funcionários do governo num município do Alasca fizeram para conseguirem trabalhar, após os seus sistemas terem sido alvo de um ataque do ransomware BitPaymer.

De acordo com a BBC, uma porta-voz revelou que o malware encriptou o servidor de emails do município de Matanuska-Susitna, vários sistemas internos e servidores de recuperação de desastres. Após o incidente, e enquanto o município repara os seus servidores, os funcionários sacudiram o pó das máquinas de escrever e voltaram a passar recibos à mão.

Quase todos os 500 computadores no município, que corriam os sistemas operativos Windows 7 e Windows 10, foram infetados e 120 servidores da rede governamental também sucumbiram ao ataque. De acordo com o diretor de IT Eric Wyatt, o ataque também neutralizou o sistema telefónico e o sistema de cartões de entrada.

O ataque de ransomware alastrou-se a 24 de julho, mas os oficiais acreditam que poderia estar “adormecido” no sistema desde maio. O software de antivírus usado detetou um dos componentes do ataque a 17 de Julho mas não identificou a tempo outros vetores de ataque.

De acordo com Wyatt, que publicou um relatório sobre o incidente, todos os emails são “irrecuperáveis” mas foi possível salvar uma parte dos dados em cópias de segurança, e os dados encriptados serão “armazenados durante vários meses ou anos na esperança de que o FBI recupere as chaves de descodificação”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*