68% de empresas alemãs vítimas de ciberataques

Dois terços das empresas alemãs foram alvo de ciberataques, o que resultou num prejuízo de 43 mil milhões de euros para a maior economia da Europa.

Segundo a Reuters, que cita um estudo publicado pela associação Bitkom, 503 gestores e chefes de segurança foram entrevistados em todo o setor industrial alemão, e os resultados apontam para para uma série de falhas estruturais em pequenas e médias empresas que constituem o pilar da economia em questão.

“Com os seus líderes mundiais de mercado, a indústria alemã é particularmente apelativa para cibercriminosos,” afirmou num comunicado o diretor da Bitkom, Achim Berg, tendo também apelado às empresas para levar mais a sério o desenvolvimento da cibersegurança.

Foram encontradas evidências de que os cibercriminosos visavam técnicas avançadas de produção alemãs, as quais permitiram ao país tornar-se num dos principais exportadores mundiais. O estudo indica que telemóveis e dados digitais foram os alvos mais habituais, e revela que 19% dos inquiridos afirmaram que os seus sistemas de IT e de produção foram sabotados digitalmente; por outro lado, 11% revelaram que as suas comunicações foram comprometidas.

No total, 68% das empresas alemãs foram vítimas de ciberataques, sabotagem, roubo de dados ou espionagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 + 6 =

*