Facebook elimina a sua app de VPN Onavo também do Google Play

0
234

A aplicação, que tinha sido proibida no iTunes a pedido da Apple depois de considerar que aquela violava a sua política de recolha de dados, deixou de estar disponível também no Google Play para os utilizadores de Android

Faz pouco tempo que se soube que o Facebook estava a trabalhar num projeto denominado de “Projeto Atlas”, o qual promovia o uso de uma app de VPN chamada “Facebook Research” para espiar a atividade dos utilizadores sob o seu consentimento e que a aplicação utilizava o mesmo código que a sua app de VPN Onavo; a qual tinha sido proibida no iTunes em agosto de 2018, após solicitação da Apple à rede social para a eliminar da sua loja, visto que esta violava a sua política de recolha de dados dos utilizadores. Por ora, a notícia é que o Facebook vai cancelar a app Onavo do Google Play; loja na qual ainda estava disponível a aplicação para utilizadores de Android, anunciou a TechCrunch.

Segundo explicam, o projeto de investigação e a app “Facebook Research” continuará a funcionar com o compromisso da empresa em ser mais clara com os participantes no momento de lhes explicar as implicações no que respeita a privacidade. No caso da app Onavo, continuará a funcionar durante mais algum tempo para os utilizadores que a tenham instalada apesar de já não estar disponível na loja oficial para Android.

De acordo com um artigo publicado no The Wall Street Journal em 2017, o Facebook utilizou os dados recolhidos pela Onavo como informação de mercado e assegura que esta foi a chave para que a empresa introduzisse no Instagram a funcionalidade de “Histórias”, depois de analisar o comportamento dos utilizadores no Snapchat; plataforma que já tinha esta funcionalidade. Por outro lado, num artigo publicado pelo BuzzFeed asseguram que a app Onavo, adquirida pelo Facebook em 2013, influenciou a aquisição do WhatsApp em 2014, com a perceção que a popular app de mensagens era um sério competidor para o Facebook Messenger.

Com a notícia que a app de VPN Facebook Research era promovida para utilizadores de iOS e que utilizava de forma indevida certificados da Apple que são de uso exclusivo para aplicações internas, a Apple revogou por um tempo à rede social os ditos certificados, gerando um problema à empresa liderada por Mark Zuckerberg, uma vez que não ter esses certificados afetava o trabalho diário de uma grande quantidade de empregados que os utilizavam para apps internas.

Com a decisão de deixar de disponibilizar a app Onavo no Google Play, foi também revelado que o Facebook deixou de recrutar novos utilizadores para o projeto de investigação que envolve a app Facebook Research, a qual permanece operacional para Android, pois a investigação vai manter-se com os participantes atuais.

Esta mudança representa uma intenção de maior transparência e de querer alterar a perceção no que respeita à forma como lida com os dados e a privacidade dos utilizadores da rede social, disse um porta-voz da empresa à TechCrunch, acrescentando que a partir de agora as investigações de mercado que realizem serão recompensadas economicamente, daí a decisão de dar baixa da Onavo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*