Radiohead lançam material inédito após tentativa de extorsão

0
121

Os Radiohead foram vítimas do roubo de arquivos com gravações do tempo do álbum OK Computer, e de uma tentativa de extorsão de 150 mil dólares em troca do material. Como resposta, os Radiohead lançaram as 18 horas de gravações de forma gratuita durante um mês.

No passado dia 11 de junho, Jonny Greenwood, guitarrista e teclista dos Radiohead, contou através da sua conta no Twitter que alguém tinha roubado arquivos da banda britânica – não ficou totalmente claro se foi um roubo físico ou se se trata de um crime informático – de um minidisc pertencente ao líder e vocalista da banda, Thom Yorke, e que o ladrão estava a solicitar ao grupo o pagamento de 150 mil dólares e, dessa forma, evitar a divulgação do material.

Segundo um tweet de Jonny Greenwood, a banda decidiu publicar através de sua conta da plataforma bandcamp as 18 horas de gravação roubadas. A partir de 11 de julho, a gravação será vendida por 18 libras e o dinheiro arrecadado irá para o Extinction Rebellion, um movimento internacional que visa promover mudanças que contribuam para a humanidade e o meio ambiente.

O material é composto por gravações e ensaios ocorridos entre 1995 e 1998, de modo que o interesse gerado pode ser algo relativo. Além disso, antes do anúncio de Greenwood, o material já estava em circulação há alguns dias, informou o site NM E. Segundo o mesmo site, alguns fãs dos Radiohead já tinham entrado em contacto com o dono do material através do Reddit.

Entretanto, um grupo de seguidores criou um documento no Google Doc em que desenvolveram um guia para o conteúdo de 18 horas, e dizem que não houve extorsão, mas que a pessoa que obteve o material estava a comercializá-lo depois de ter aderido a um segmento de um fórum. Aqueles que prepararam o documento, referem ainda que o erro da extorsão e os 150 mil dólares resultam de um cálculo do preço total da soma de todos os tracks.

Esta não é a primeira vez que um hacker tenta algo do tipo. O site Wired relembra o caso que envolveu a Netflix quando roubaram a temporada de “Orange is the New Black” e extorquiram a empresa para que pagasse um resgate a fim de que o material não fosse divulgado; bem como também relembra o caso que teve como protagonista Quentin Tarantino, que antes das filmagens do filme “The Hateful Eight” lhe foi roubado o guião do filme. Em ambos os casos, nenhum resgate foi pago e os dois projetos tiveram continuidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*