Firefox tem novidades para proteger ainda mais os utilizadores

Proteger a privacidade dos utilizadores é uma preocupação de longa data no campo da segurança de TI, e as empresas têm procurado dar o seu contributo. Vimos outro exemplo esta semana com o Firefox versão 69.0. Desde terça-feira, 3 de setembro, os cookies de acompanhamento de terceiros e os sistemas de mineração de criptomoeda estão agora bloqueados por defeito para todos os utilizadores do Firefox – tanto na versão para computadores como na versão para Android.

Esta funcionalidade chamada ETP (Enhanced Tracking Protection), aposta nas proteções de privacidade mais fortes. O Blog Mozilla explica a especificidade desta funcionalidade:

A configuração padrão de segurança bloqueia cookies de acompamento por parte de terceiros e cryptominers.

A configuração opcional mais restrita bloqueia as impressoras digitais, bem como os itens bloqueados na configuração padrão.

Embora o anúncio seja importante, importa destacarmos que não é exatamente nova para a Mozilla. Já estava activada para novos utilizadores desde junho passado. No entanto, agora está disponível para todos os utilizadores deste browser.

Marissa Wood, vice-presidente dos produtos da Mozilla, explica: “Atualmente, mais de 20% dos utilizadores do Firefox possuem proteção melhorada contra o acompanhamento de terceiros. Com o lançamento de hoje, esperamos fornecer proteção para 100% dos nossos utilizadores, por defeito. ”

A nova funcionalidade tem como alvo cookies de terceiros, que normalmente são gerados por redes de publicidade. Outros cookies de terceiros não são afetados por esta funcionalidade.

O segundo alvo é o cryptojacking. O cryptojacking é, resumidamente,a utilização de um computador ou dispositivo ‘para minerar criptomoeda sem o conhecimento do utilizador. Assim, os criminosos instigam ataques para sequestrar moedas digitais ou utilizam recursos comprometidos para extrair criptomoedas involuntariamente aos utilizadores legítimos desses dispositivos. Segundo uma pesquisa recente, um terço das empresas britânicas foi atingido por esta séria ameaça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*