Como identificar se o seu filho é vítima de cyberbullying

Sabe quais são os sinais de alerta mais comuns que podem ser indicadores de que o seu filho está a sofrer de assédio on-line (cyberbullying)?

O cyberbullying não é de modo algum um novo fenómeno. Na verdade, o termo foi adicionado ao Oxford Dictionary em 2011. No entanto, como a tecnologia está já presente em quase todas as facetas de nossas vidas, a ameaça de assédio on-line está a tornar-se cada vez mais predominante. É também cada vez mais comum as crianças em idade escolar possuírem smartphones, o que geralmente anda de mãos dadas com contas das crianças nas redes sociais. Tudo isto, combinado com o anonimato que a internet proporciona significa que as crianças estão também mais expostas on-line.

O assédio on-line é continuamente mencionado como crescente, e um em cada três pais em todo o mundo conhecem uma criança na sua comunidade que sofreu de cyberbullying. Essa forma de bullying pode ser ainda mais prejudicial do que o bullying em pessoa e pode afetar as vítimas até à idade adulta. Dito isto, nem sempre é fácil distinguir entre problemas comuns da infância ou adolescência e possíveis sinais de que o seu filho está a ser vítima de cyberbullying. Para ajudar, deixamos aqui alguns sinais de alerta que podem indicar que o seu filho está (de facto) a ser vítima de cyberbullying

Alterações físicas inexplicáveis

A primeira coisa a observar são as mudanças físicas visíveis. Embora esse não seja um sinal infalível de cyberbullying, se o seu filho perder peso ou apetite de forma repentina, tiver problemas para dormir durante a noite ou parecer estressado pela manhã, vale a pena ter uma conversa com ele para perceber se está tudo bem.

Desculpas para não ir à escola

Da mesma forma, se seu filho fingir estar regularmente doente para evitar ir à escola, isso também pode ser um indicador de um problema. Quase todas as crianças usam desculpas para não ir à escola de tempos em tempos, mas se isso se tornar um hábito ou se ocorrer por demasiado tempo, poderá ser indício de um problema mais sério, como seja o medo de confrontar alguém que receia.

Alterações de humor

Fique atento ao nervosismo percetível, mudanças repentinas de humor e respostas demasiado rápidas às suas perguntas. Estas podem ser características comumente associadas a adolescentes mal-humorados e não indicam necessariamente que seu filho está a ser assediado, mas se as mudanças de humor forem acompanhadas regularmente por respostas petulantes e reações nervosas, talvez seja altura de verificar se está tudo bem. Respostas como “boa” ou “na boa” não devem ser consideradas satisfatórias pelos pais – nem sempre significam que está tudo bem.

Perda de interesse

De repente, há uma perda abrupta de interesse por um hobby ou paixão. O seu filho adora jogar futebol ou tocar viola, mas de repente perdeu todo o interesse? Isso também pode ser um sinal de que a enfrentar dificuldades. Da mesma forma, se seu filho começar a distanciar-se da família e dos amigos, isso pode ser também uma indicação de que está a passar por um momento difícil.

Apagar as contas das redes sociais

Que soe o alarme na sua cabeça se o seu filho apagar as suas contas nas redes sociais. Numa época em que os jovens investem muito tempo na construção de sua presença digital, principalmente nas redes sociais, a exclusão abrupta de uma conta deve acionar um alarme. Para finalizar, pode ser muito assustador para as crianças falarem sobre as suas experiências ou admitirem que estão a ser intimidadas, e é por isso que é importante que os pais consigam identificar se o filho é vítima de abuso ou assédio on-line. Preste muita atenção ao comportamento do seu filho e, se necessário, esteja pronto para oferecer uma ajuda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*