Facebook descarta recompensa para europeus afetados por fuga de dados

0
242

É improvável que o Facebook recompense de alguma maneira os 2.7 milhões de utilizadores na Europa cujos dados foram incorretamente partilhados com a Cambridge Analytica. A empresa alega que, apesar de ter existido uma quebra de confiança, nenhuma informação bancária, dados de cartão de crédito ou números nacionais de identidade foram partilhados.

A rede social respondeu ontem às perguntas de legisladores da União Europeia, que questionaram, sem sucesso, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, um dia antes numa sessão no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

Referindo-se à app envolvida na fuga de informação, o Facebook disse em comunicado que “A maioria das pessoas deu à app acesso a informação como o seu perfil público, bem como aos seus gostos nas páginas, lista de amigos e data de nascimento. Aconteceu a mesma coisa com os amigos cujas configurações permitiam partilhas.”

O Facebook referiu que o criador da app vendeu informação extraída a utilizadores dos Estados Unidos, e não da Europa, à Cambridge Analytica.

Recorde-se que o Facebook tem em curso uma investigação a apps que tiveram acesso a grandes quantidades de informação antes da mudança nas políticas de privacidade na rede social, em 2014. Foram já suspensas cerca de 200 aplicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*