Europol desmantela grupo de hackers “Rex Mundi”

0
189

A Europol anunciou a detenção de oito franceses durante o ano passado, suspeitos de estarem envolvidos no grupo de hacking Rex Mundi.

De acordo com a WeLiveSecurity, a detenção mais recente foi efectuada pela polícia tailandesa, que agiu sob um mandato de prisão internacional francês e prendeu “um cidadão francês”, de 25 anos, “com conhecimentos de programação” a 18 de maio. Esta operação foi executada durante um ano e também resultou na prisão de outras sete pessoas que as autoridades pensam ser os membros do grupo, capturados em Junho e Outubro de 2017.

Os Rex Mundi (“Rei do Mundo” em Latim) tornaram-se conhecidos pelas suas múltiplas campanhas de ataque e extorsão que vitimizaram principalmente empresas europeias. Como a própria WeLiveSecurity noticiou em 2014, o grupo tinha por hábito atacar redes empresariais e roubar informação sensível antes de exigir pagamentos sob ameaç dos dados serem lançados online. Em várias ocasiões, as ameaças chegaram mesmo a ser executadas.

O fim do group começou em maio de 2017, logo após os Rex Mundi terem reinvidicado o roubo de dados de clientes a uma empresa do Reino Unido. Um membro do grupo telefonou à empresa e exigiu 580 mil euros para não tornar os dados públicos, ou se a empresa preferisse, mais de 825 mil euros (ou o equivalente em Bitcoins) para também detalhar como o ataque foi feito.

A empresa recusou pagar e contactou a Polícia Metropolitana do Reino Unido, que posteriormente transmitiu a informação às autoridades francesas e à Europol. “Dentro de uma hora, o Centro Operacional da Europol” conseguiu cruzar dados e encontrar o responsável”, afirmou a agência europeia.

O principal suspeito admitiu o seu papel na mais recente campanha de extorsão, apesar de afirmar que o ataque foi levado a cabo por outro hacker.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*