Cuidado com as aplicações de segurança no Google Play

Um teste recente a aplicações antimalware disponíveis no Google Play mostrou que a maioria não é, de fato, digna do nome e, na verdade, do espaço que ocupam no dispositivo Android.

A AV-Comparatives testou 2.000 amostras de malware que foram detetadas no ano passado em 250 apps de segurança que estavam disponíveis na loja do Android em janeiro deste ano. Apenas 80 aplicações foram aprovados no teste mais básico da organização, ao sinalizar pelo menos 30% das amostras como malware e sem reportar falsos positivos.

Curiosamente, ou talvez não, apenas 23 aplicações passaram no teste com avaliação positiva; ou seja, tiveram uma taxa de sucesso de 100% na deteção do código malicioso.

Então, quais são as supostas soluções anti-malware que falharam no teste?

Não é difícil de adivinhar. São aquelas que na maioria das vezes, apenas servem para impingirem anúncios. Dito de outro modo, em vez de mantê-lo a salvo de pragas que envolvem troianos, ransomware e outras ameaças, muitas das apps aparentemente só incomodam o utilizador com anúncios indesejados, tudo para obterem uma receita fácil para os programadores.

Em muitos casos, a “funcionalidade de deteção de malware” das aplicações apenas residia na comparação do nome de um pacote com uma base de dados que contém elementos permitidos e outros na lista negra. Como deve imaginar, esta forma de verificar é fácil de ludibriar.

O facto de muitas aplicações de publicidade estarem disfarçadas de soluções de segurança pode não ser algo surpreendente. Afinal, o investigador de malware da ESET, Lukáš Štefanko, alertou no início de 2018 acerca de dezenas de apps que supostamente protegiam os utilizadores contra códigos maliciosos, mas apenas serviam para mostrar anúncios.

As aplicações “falsas” são feitas a pensar apenas no lucro e não nos utilizadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*